sexta-feira, 18 de março de 2011


Para que escrevo? E eu sei? Sei não. Sim, é verdade, às vezes também penso que não sou eu, pareço pertencer a uma galáxia lonquíqua de tão estranho que sou de mim. Sou eu? Espanto-me com o meu encontro.
 

A hora da estrela

Nenhum comentário:

Postar um comentário